Valmir de Francisquinho é o mais votado nas urnas mas votos não são computados

Com quase 50% dos votos contabilizados pelo TRE, os votos nulos e brancos somam mais de 53% dos votos.


Apesar de o Tribunal Superior Eleitoral retirar os nomes de Valmir de Francisquinho (PL) e Emília Corrêa (Patriota) da plataforma de apuração dos votos dos candidatos ao Governo de Sergipe, os eleitores seguiram a fidelidade e votaram na chapa do partido de Bolsonaro em Sergipe.

Em Itabaiana, município que Valmir foi prefeito, todas as seções, até o momento somam votos que colocam a Chapa do PL em primeiro lugar. A tendência segue em todo o estado.

Os votos não estão sendo computados pelo TRE e entram como nulos com a justificativa que a candidatura de Francisquinho foi indeferida, por unanimidade, pelo TSE e no sábado, o Supremo Tribunal Federal negou um recurso da defesa do político.

Com quase 50% dos votos contabilizados pelo TRE, os votos nulos e brancos somam mais de 53% dos votos.

Rogério Carvalho (PT) segue em primeiro lugar com 40% dos votos válidos, seguindo por Fábio Mitidieri (PSD) com 30,3%; Alessandro Vieira (PSDB) com 19,5%; Niully Campos com 9,75%; Claudio Geriatra (DC) com 0,75%; Aroldo Félix (Unidade Popular) com 0.26% e Elinos Sabino (PSTU) com 0,14%.

Acompanhe a cobertura das Eleições 2022 em A Folha Hoje.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RELACIONADOS
Anúncios